VEJA DICAS QUE FACILITAM O SAQUE DO AUXÍLIO EMERGENCIAL NA CAIXA

Erro ao gerar código no aplicativo e desatenção ao calendário resultam em viagem perdida ao banco.

SÃO PAULO
O primeiro dia de saque do auxílio emergencial, nesta segunda-feira (27), provocou filas que contornaram quarteirões próximos a algumas agências da Caixa Econômica Federal da cidade de São Paulo.

Em bairros do extremo leste da capital, como São Mateus e Jardim Iguatemi, a espera por atendimento durou mais de cinco horas. As filas tinham cerca de 300 pessoas. Algumas chegaram de madrugada.

Após enfrentar uma longa espera, muitos trabalhadores retornaram para suas casas sem os R$ 600 e nem mesmo com uma explicação clara sobre como resolver problemas cadastrais e de geração do código de saque do aplicativo Caixa Tem, necessário para movimentar e pegar o benefício.

O Agora identificou quatro situações que, eventualmente, podem evitar viagens perdidas a agências da Caixa. A primeira delas é ir ao banco a partir do dia correto para o saque.

A liberação da retirada em dinheiro está organizada em um calendário em que os beneficiários aprovados recebem de acordo com o mês de aniversário.

Nesta terça-feira (28) a autorização vale para quem nasceu em março ou abril. Nascidos em janeiro e fevereiro já estão habilitados.

Para quem não recebe Bolsa Família e teve o auxílio liberado pela poupança digital, a realização do saque também depende da geração de um código por meio do aplicativo Caixa Tem. O código vale por duas horas.

É preciso, portanto, verificar se a geração dessa senha está funcionando e tentar ser atendido antes do esgotamento do prazo, o que não é uma tarefa fácil.

O tamanho da fila também varia muito entre as agências e, certamente, aquelas localizadas em bairros distantes da região central são mais procuradas pelo público.

Nesta segunda, enquanto centenas de pessoas aguardaram horas para serem atendidas em bairros da zona leste, uma agência da Caixa na Bela Vista (região central) tinha apenas algumas dezenas de pessoas e uma espera inferior a 20 minutos.

Antes de sair de casa, também é importante verificar pelo aplicativo ou no site do auxílio emergencial (auxilio.caixa.gov.br) se o benefício foi aprovado.

Veja abaixo mais detalhes sobre medidas que podem facilitar o saque do auxílio na Caixa:

NÃO PERCA A VIAGEM | GARANTA O SAQUE

  • O primeiro dia do saque do auxílio emergencial em dinheiro na Caixa exigiu paciência para muitos trabalhadores;
  • Na manhã desta segunda-feira (27), filas dobravam quarteirões em torno de algumas agências da capital paulista;
  • Muitos se expuseram ao risco novo coronavírus e não conseguiram sacar a grana.


1) NÃO VÁ À AGÊNCIA ANTES DA HORA

  • Os saques estão sendo autorizados de acordo com o mês de aniversário do trabalhador;
  • Se for à agência antes do prazo, o saque não será possível.

2) TESTE EM CASA SE CONSEGUE GERAR O CÓDIGO QUE AUTORIZA O SAQUE
Para sacar o auxílio emergencial é preciso resgatar um código verificador pelo aplicativo Caixa Tem.

  1. Acesse o aplicativo Caixa Tem;
  2. Selecione a opção “Saque sem Cartão”;
  3. Clique “Entrar”;
  4. Escolha a opção “Saque Auxílio Emergencial”;
  5. Clique em “Gerar Código para Saque”;
  6. Digite a senha de seis dígitos para acesso ao Caixa Tem;
  7. Anote o código que aparecerá na tela.

Fique atento à qualidade da sua internet. Se não tiver rede 4G para usar na rua e for baixar o código em casa, faça pouco antes de sair de casa. Este número terá validade de 2 horas.

3) SE POSSÍVEL, PROCURE AGÊNCIAS MENOS MOVIMENTADAS

  • Agências da Caixa localizadas em bairros mais próximos à região central têm menor movimento;
  • Isso ocorre porque essas regiões têm menos moradores e mais agências para atender ao público;
  • Com parte da população em casa, agências em bairros residenciais ficam ainda mais lotadas;
  • Nesta segunda (27), a Caixa do Jardim Iguatemi (zona leste) tinha mais de 250 pessoas na fila. Na Bela Vista (região central), havia apenas 20.

Horário especial

  • Parte das agências da Caixa está funcionando entre 8h e 14h para atender quem precisa fazer o saque do auxílio emergencial;
  • A consulta aos endereços das 1.002 agências pode ser feita pela internet, digitando no navegador o link: caixa.gov.br/caixacomvoce/agencias-horario-especial.


4) TENHA CERTEZA DE QUE VOCÊ FOI APROVADO PARA O AUXÍLIO EMERGENCIAL

  • As agências da Caixa não fazem o cadastro para o auxílio emergencial nem a correção de informações que podem estar travando o pedido;
  • Antes de sair de casa, verifique se o pedido foi aprovado;
  • Consulte a informação, por meio do número do seu CPF, pelo site do programa auxilio.caixa.gov.br, pelo aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial ou pelo telefone 111.

Fonte: Folha de São Paulo - Clayton Castelani e Ana Paula Branco (28.04.2020)