A MULHER E OS DIREITOS DAS FAMÍLIAS

É inegável que a mulher brasileira, em que pesem as muitas dificuldades encontradas e as barreiras ainda a serem superadas, vem conquistando seu espaço nos diversos âmbitos sociais, sejam eles públicos ou privados.
 
No âmbito público, podemos destacar o direito ao voto e o direito (e dever) de ocupar cargos na administração pública.
 
No âmbito privado, podemos apontar o direito ao planejamento familiar, o que lhe garante manter relações com quem entender, prevenindo-se de gestações indesejadas.
 
Apesar disso, esses direitos conquistados ainda precisam sair do papel para que a mulher concretamente conquiste sua independência e autonomia. Políticas públicas precisam ser desenvolvidas para que os direitos das mulheres sejam exercidos.
 
Infelizmente, a mulher ainda é a pessoa responsável pela criação dos filhos e pelos cuidados com os idosos. A mulher ainda assume um papel de referência no seu núcleo familiar, mantendo uma relação de interdependência com os demais membros da família.
 
Assim, para auxiliar a mulher a exercer os seus direitos nas relações familiares, apresentamos esta Cartilha com informações básicas sobre situações em que todas as mulheres podem se encontrar.
 
Confira nesta Cartilha os seus direitos e compareça na Defensoria Pública para esclarecimentos de outras dúvidas e para outras providências.
 
Veja aqui a cartilha completa, CLIQUE AQUI.