Genival Beserra Leite - PresidenteNo mês em que se comemora o Dia do Trabalho, período bastante oportuno para a conquista de direitos trabalhistas, a notícia não poderia ser melhor: os mais de 500 mil trabalhadores do segmento de serviço terceirizado, trabalho temporário, locação de mão de obra, leitura de medidores e entrega de avisos do Estado de São Paulo terão, este mês, os seus salários reajustados em até 8% sobre o salário de maio de 2009.

Um aumento no mínimo justo para uma classe de trabalhadores que enfrentou grandes desafios no último ano. Embora tenha sido uma negociação difícil com as empresas de prestação de serviços e sindicato patronal, conseguimos um avanço histórico: a conquista da cesta básica, no valor de R$ 45,00, e o aumento do vale refeição foi desmembrado do reajuste salarial.

Embora algumas empresas já adotassem esses benefícios sem que precisássemos colocar na Convenção Coletiva, outras, infelizmente, só deverão se sensibilizar-se e oferecer essas condições graças ao acordo firmado pelo Sindeepres. O fato comprova a importância da atuação proativa do Sindicato para conquistar melhorias e condições dignas de trabalho aos seus representados.

Há tempos, os trabalhadores terceirizados não tinham um aumento satisfatório do seu vale refeição, pois este acompanhava o reajuste salarial, o que representava pouca diferença ao final das contas. A partir de agora, podemos dar melhores condições aos terceirizados porque já demos o primeiro passo para convencer as empresas sobre a importância desse aumento diferenciado, assim como a conquista inédita do direito à cesta básica.

Mesmo que essas sejam conquistas dignas de comemoração, temos a consciência de que há muito ainda o que fazer, mas sabemos que isso vem com o tempo e determinação. Se compararmos com alguns anos atrás, podemos ver uma boa melhora. A jornada, no entanto, ainda é longa.

Presidente
Genival Beserra Leite

Página 83 de 92